No Hackathon Globo os desenvolvedores têm apenas 33 horas para criar uma solução em software para TV. Porém, após tanto tempo trabalhando alguns já pensam
em aproveitar o quarto do líder, na casa do Big Brother Brasil, para uma soneca. A maioria dos
participantes afirma que não vai dormir, mas alguns estão planejando
tirar um cochilo rápido após o jantar.
Acompanhe ao vivo, e com sono, o Hackathon Globo Guilherme
Berger, que já participou de sete hackathons nos Estados Unidos enquanto
estava no programa Ciências sem Fronteiras, não se intimida mais com as
longas horas programando. Mas, dessa vez, vai tentar dormir um pouco. 
Montanha de energético! Haja fôlego para se manter acordado no Hackathon Globo (Foto: Isabela Giantomaso / TechTudo)
"Só
dormi cinco horas essa noite porque fiquei vendo filme com meus amigos.
Mas o tempo passou muito rápido e vou precisar de uma soneca de pelo
menos duas horas", conta Berger. Para Carlos
Balsalove, de Curitiba, dormir é a pior coisa a se fazer em um
hackathon. "Em um dos hackathons que participei eu dormi duas horas e
depois perdi três me recuperando do sono. Foi horrível", diz o
desenvolvedor. Na mesma mesa, Fernando Coelho
está fazendo uma coleção de latas de energético. O participante afirma
que não vai dormir de jeito nenhum. Do mesmo grupo de Balsalove e
Coelho, Gilmar Souza também confirmou que vai passar a noite
programando. "Tenho uma filha pequena, j...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.