Os sistemas de doações online e crowdfunding em sites como Indiegogo e Kickstater são ótimas formas de arrecadar dinheiro na Internet – seja para causas humanitárias ou para vender produtos. No entanto, uma das fraquezas destes sistemas é a falta de garantia da veracidade da causa por quem recebe o dinheiro. As táticas podem ser usadas por criminosos para se aproveitar das boas intenções dos doadores.
Link compartilhado no Facebook pode ser pegadinha com título falso
A Trend Micro, fabricante de antivírus, selecionou os golpes mais famosos envolvendo estes tipos de abordagens. Confira a lista e saiba como se prevenir. 
Golpe usa site falso sobre Ebola para que pessoas façam doações a criminosos (Foto: Reprodução/Trend Micro)
1. Terremoto do Nepal (2015) Dias depois do desastre, vários e-mails pedindo doações começaram a surgir na Internet. Eles continham frases pedindo a colaboração das pessoas, como “Ajude o Nepal”, e pedia que elas fizessem depósitos em uma conta bancária falsa, que pertence ao golpista. 2. Vírus Ebola (2014) A epidemia de Ebola que atacou a África fez com que golpistas criassem sites falsos, que fingiam ser das organizações que combatem o vírus. Estas páginas pediam aos usuários que ajudassem com doações, que eram feitas mais uma vez para contas de criminosos. 3. Atentado da Maratona de Boston (2013) Após a explosão da bomba, uma conta falsa foi aberta no Twitter. Nos posts, o perfil prometia doar US$ 1 (R$ 3,81) para cada retuíte que conseguisse. A conta conseguiu mais de 50 mil in...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.