Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

O sonho da casa própria é comum para a maioria dos brasileiros. No entanto, com a enorme valorização imobiliária dos últimos anos, a realização dessa meta ficou um pouco mais distante para muitas pessoas, mas ela não se tornou impossível.

Mesmo sem ter muito capital disponível, dá para adotar algumas atitudes inteligentes e então conseguir adquirir um imóvel. A tarefa não é simples, mas com perseverança e inteligência, é possível ter sucesso nessa empreitada. Quer descobrir como comprar um apartamento ganhando pouco? Então confira o que preparamos sobre o tema:

Por que o planejamento financeiro é importante?

O primeiro passo para comprar um apartamento ganhando pouco é ter planejamento financeiro. Mas você sabe o que é isso? Em linhas gerais, o planejamento financeiro é um processo contínuo onde você precisará desenvolver meios para poupar capital e alcançar um objetivo, que no caso será a aquisição de um imóvel. Isso abrange o ajuste de suas contas pessoais, balanceamento de despesas e receitas, renegociação de dívidas, escolha de aplicações e todo tipo de atitude que confira mais equilíbrio a suas economias.

Para conseguir fazer isso, é preciso reunir o máximo de informações sobre sua vida financeira. Extratos da sua conta corrente e dos seus investimentos, comprovante de compras, boletos de despesa: tudo precisa ser observado e avaliado para uma análise perfeita. Sabendo ao certo quanto está entrando e quanto está saindo, você consegue minimizar gastos desnecessários e delinear uma meta real para poupar todos os meses até ter o montante que você precisa.

Como comprar um apartamento ganhando pouco?

Pesquise

Pesquisar é essencial para quem quer comprar um apartamento ganhando pouco, afinal o mercado é muito variável e os preços podem ser extremamente diferentes até para propriedades semelhantes.

Use a internet para entrar em sites de vendas e conte com a ajuda profissional para balizar suas decisões. Um bom corretor também pode informar sobre a existência de imóveis remanescentes, que são aquelas unidades que não são vendidas no lançamento de um empreendimento imobiliário e podem acabar saindo por um preço bem interessante.

Deposite dinheiro mensalmente na sua poupança

Depois de fazer seu planejamento financeiro, o passo seguinte é depositar uma quantia mensalmente em sua poupança. Quando você sabe exatamente quanto entra e quanto sai, pode apertar o cinto e então conseguir chegar a um valor que, em médio prazo, vai permitir que você dê a entrada em um imóvel ou então arque com as parcelas do financiamento com alguma folga.

Renegocie dívidas

Todo nós sabemos que os juros são uma das formas mais eficazes que uma pessoa pode ter para jogar dinheiro fora. A solução, portanto, é fugir ao máximo deles. Se você tem dívidas, especialmente no cartão de crédito, é hora de renegociá-las. Considere que o credor tem interesse em receber e se você fizer uma proposta interessante, as chances de conseguir bons descontos são bem elevadas.

Estabeleça metas

Quando nós temos um objetivo em mente, como a aquisição de uma propriedade, fica mais fácil impor metas restritivas no nosso dia a dia. E reduzir os gastos pessoais é essencial, pois essa quantia que sobra pode ajudar muito na hora de juntar capital para esse tipo de investimento. Corte gastos supérfluos sem dó e, se você fraquejar, lembre-se de que isso é por uma boa causa.

E então, aprendeu como comprar um apartamento ganhando pouco? Se você gostou do conteúdo e quer conhecer um pouco mais sobre o tema, confira também nosso artigo sobre os 4 aspectos que mais influenciam no valor dos imóveis!

 

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.