Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

A busca por apartamentos para alugar costuma ser uma tarefa que nos toma muito tempo, seja para pesquisa online ou para visitar aqueles imóveis que determinamos como os favoritos para nossa mudança.

Por vários motivos, que vão desde opções mais econômicas até necessidades de mobilidade, os apartamentos térreos são preferidos por muitas pessoas que buscam um imóvel para alugar.

Se esse for o seu caso, confira neste post algumas dicas para você não cair em armadilhas que podem estar escondidas nos apartamentos para alugar localizados no térreo e que você pode não perceber durante sua visita:

 

1.Verifique se todo o prédio atende a questões de mobilidade

Morar no térreo pode significar ter algumas vantagens com relação à mobilidade, principalmente se o prédio não for equipado com elevador ou mesmo para quem possui alguma limitação quanto à locomoção ou, ainda, quando se tem um animal de estimação que precisa dar seus passeios diários.

Nesses casos, o apartamento térreo pode ser um excelente opção de moradia. Mas, se a pretendida mobilidade não atender todo o prédio, apartamentos para alugar no térreo podem não ser um diferencial tão importante assim.

Isso porque alguns prédios antigos não são 100% adaptados para isso, e caso você precise se locomover sem obstáculos e as calçadas foram irregulares, o acesso ao estacionamento cheio de sobressaltos, por exemplo, morar no térreo não irá adiantar muita coisa. Concorda?

Por isso, não avalie apenas o térreo, mas todo o prédio onde ele está localizado. Isso certamente lhe poupará problemas.

Alguns prédios, especialmente os mais modernos, oferecem jardins ao redor dos apartamentos, o que oferece um ar mais “sadio” aos moradores do térreo e uma vista bonita da natureza.

Em alguns deles, há ainda a opção do “garden”, ou “giardino”, um tipo de apartamento que é térreo, mas oferece diferenciais em comparação às outras unidades do edifício, como: jardim privado, varanda, churrasqueira e até piscina só para os moradores da unidade. Aí, o benefício é muito maior, já que se assemelha a uma casa, com tudo de bom que esse tipo de moradia oferece.

 

2.Observe se a taxa de condomínio é a mesma que nos demais apartamentos para alugar

Apartamentos para alugar no térreo costumam ser mais baratos e muitas vezes possuem uma taxa de condomínio mais barata que a das demais unidades do prédio. Isso se justifica pela não utilização do elevador por exemplo. Mas não é uma regra, pode ou não acontecer de acordo com a convenção do condomínio.

Nesse caso, a sua opção por escolher o térreo entre outros apartamentos para alugar pode ser pelo valor do aluguel, que também às vezes é mais barato que os demais, já que a maioria das pessoas preferem os andares mais altos.

Mas, como falamos aqui neste mesmo post, existe um público interessado nas unidades térreas e, sabendo disso, muitos locadores mantém o mesmo preço praticado nos demais apartamentos para alugar. Nesses casos, vale sempre negociar e tentar entender com o locador ou com a imobiliária quais são razões que determinaram que a unidade tenha o mesmo valor que as demais.

 

3.Procure saber as regras de condomínio sobre barulho

Vamos supor que você escolheu um apartamento para alugar no térreo porque era mais barato, e também porque seria mais fácil chegar com as compras, sem ter que passar por aquele esforço desnecessário nos elevadores.

Mas, à noite, você quase não consegue dormir em razão do barulho de cada pessoa que chega e passa pertinho da sua porta, solicitando o elevador. Enquanto espera, ela pode atender o telefone, conversar com quem está acompanhando ela ou mesmo perde a noção do horário e ri alto.

É chato, convenhamos. E essa é a principal questão que faz dos apartamentos térreos menos valorizados que os demais. Mas como avaliar apenas em uma ou duas visitas para alugar ou para realizar vistoria?

Você precisará perguntar! Pergunte ao corretor, ao zelador e principalmente aos vizinhos. Antes de alugar, pergunte ao síndico do prédio como é o estatuto do condomínio e entenda quais as regras quanto ao barulho. As informações coletadas dessas conversas serão fundamentais tanto para você decidir pelo aluguel como para fazer valer seus direitos em caso de problemas de convívio futuros.

 

4.Cuidado para não se mudar para o “cinzeiro do prédio”

Você não leu errado: sim, “cinzeiro do prédio”. Apesar de fora de moda, é assim que muitas  pessoas chamam os apartamentos para alugar no térreo, devido ao acúmulo de lixo vindo dos apartamentos mais altos, especialmente se todos tiverem varandas.

Fuligem, pó, folhas e bitucas de cigarro jogadas por um vizinho pouco educado podem ser encontradas nas varandas e sacadas dos apartamentos térreos.

Isso incomoda muito, principalmente aos moradores dos giardinos, já que eles têm uma espécie de quintal onde é possível deixar brinquedos de crianças e até roupas no varal sem ferir o estatuto do condomínio, pois está dentro da área privativa do apartamento.

Nesses casos a dica é a mesma: perguntar aos vizinhos que moram no térreo e entender o estatuto do condomínio. Assim, você pode fazer valer seus direitos em caso de problemas recorrentes gerados por quem estiver morando nos andares acima do seu.

 

Conhece alguém que mora em um apartamento no térreo? Ou alguém que ama morar nos andares mais baixos? Conta pra gente nos comentários!


Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.