Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Deixar de vez o problema do aluguel para trás, comprar um imóvel em 2018 e fechar o ano na sua casa própria. Se esses são os seus planos, a primeira coisa a fazer é organizar as finanças. Com essa tomada de atitude você sai das dívidas e começa a construir patrimônio, adquirindo a satisfação de morar no que é seu, além de toda a estabilidade que essa conquista representa.

Quer saber como sair do vermelho e entrar no seu novo apartamento? Acompanhe a leitura!

1. Contabilize o total das suas dívidas

Veja quais são as pendências financeiras que você tem e qual o valor necessário para saldar os compromissos atrasados.

É fundamental, daí por diante, buscar negociar essas dívidas. Procure entrar em contato com os credores e sinalizar a eles sua intenção de fazer os pagamentos.

2. Prepare um orçamento

Só depois de saber exatamente seus ganhos e gastos você vai conseguir enxergar a parcela da sua renda que pode destinar à quitação das dívidas.

Portanto, prepare um orçamento caprichado, anotando nele cada um dos seus gastos mensais. Aqui, o mais importante é não deixar nada de fora do orçamento, então inclua cada centavo que entra e registre no que vai ser gasto.

3. Organize seus gastos

Sabe o método ganho, gasto e depois vejo como fica? Pois bem, esqueça-o de uma vez. A partir da decisão de sanar as dívidas e comprar um imóvel em 2018 você vai ter de se organizar.

Com seu orçamento em mãos, faça uma lista das prioridades de consumo — aqueles itens sem os quais não dá para passar. Veja, também, tudo que pode ser reduzido ou retirado da lista de despesas. E siga a próxima dica!

4. Corte as despesas desnecessárias

Pronto para fazer ajustes, ter mais condição de pagar seus débitos e realizar seu objetivo de comprar um apartamento? Fazer isso exige rever padrões de consumo e até o estilo de vida, com vistas a economizar.

A boa notícia é que a economia só depende de suas decisões de consumo. Então:

  • tire os itens supérfluos da lista do supermercado;
  • não compre nada sem antes ter certeza de que precisa mesmo fazer tal gasto;
  • faça substituições inteligentes do ponto de vista financeiro — como trocar o lanche comprado na rua por um feito em casa, a assinatura de TV por DVDs ou conteúdos da internet, o plano de celular caro por um mais simples e demais trocas que valorizam o seu dinheiro.

Além desses cuidados, muitos outros podem ser tomados no sentido de adotar hábitos de consumo saudáveis. Entre eles está o uso consciente do crédito, uma arma eficiente para evitar o endividamento.

5. Invista bem o seu dinheiro

Você mudou a forma de consumir, conseguiu pagar o que estava em atraso e chegou a um resultado positivo. É o momento, então, de direcionar seus recursos ao mais seguro dos investimentos: a compra de um imóvel.

Lembre-se de que é possível usar o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para comprar o seu apartamento, bem como financiar sua aquisição diretamente com a construtora. Quer dizer: você tem muitas facilidades para colocar em prática sua meta de sair de vez do aluguel e ser o dono do seu apartamento.

Você viu, até agora, que com clareza e objetividade é possível deixar as dívidas no passado e comprar um imóvel em 2018. Fundamental, além de seguir as dicas deste post, é colocar sua meta para guiar cada ação, de modo a se manter o mais estimulado possível. Afinal, não há o que impeça uma pessoa determinada de concretizar seu objetivo!

Para receber mais dicas úteis e ficar sempre por dentro dos assuntos ligados à compra da casa própria, assine nossa newsletter!


Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.