Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Iniciar uma vida longe da casa dos pais e constituir a sua própria família é o sonho de muitos, e para isso é preciso muito planejamento. Tudo começa pela busca do imóvel ideal, um lugar para chamar de lar, a casa perfeita para criar os filhos e viver ótimos momentos em família, e é normal ter dúvidas sobre qual tipo de imóvel procurar: casa ou apartamento? Casa com piscina ou sem piscina? Pensando nisso, preparamos algumas informações que vão te ajudar a escolher entre uma casa com piscina ou sem, mostrando seus lados positivos e negativos. Confira!

Valorização do imóvel

A presença de um piscina em casa aumenta o valor do imóvel consideravelmente, segundo especialistas do ramo imobiliário essas valorização fica em torno de 20% a 30% na hora da venda. Por exemplo, se a casa sem a piscina vale $600 mil, com a piscina ela valerá em média $150 mil a mais, o que por si só já é mais do que seu custo. E, além disso, a piscina se torna um fator decisivo na hora do fechamento do negócio em 80% dos casos.

Ademais, a piscina também é um ambiente decorativo da casa, principalmente se aliado com um projeto de paisagismo bem executado, sendo assim é mais um ponto positivo na valorização do imóvel quando for vendê-lo.

Opção de lazer para família e amigos

A principal razão para se investir em uma casa com piscina é poder desfrutar de momentos em família e amigos com qualidade, recebendo visitas para curtir um dia de sol e alegrando as férias de verão das crianças.

Uma área de lazer com piscina acaba se tornando um espaço de convivência social perfeito para unir a família e os amigos, deixando a descontração e alegria tomar conta do momento. As pool party‘s, por exemplo, só funcionam em uma casa com piscina, e vale muito a pena reunir o pessoal para eventos como esse.

Uma casa com piscina proporciona mais qualidade de vida

Não há dúvidas de que a presença de uma piscina dentro de casa colabora com a qualidade de vida da família. Em um país de temperaturas altas como o Brasil, um mergulho e um banho de sol logo pela manhã, antes de começar a rotina, ou à tarde, logo depois do expediente, só ajudam a relaxar e contribuem com o bem-estar físico e mental.

Além de tudo, uma piscina em casa é um convite para se pôr em movimento e praticar exercícios físicos regularmente, pois ela está a disposição 24 horas por dia, sendo um incentivo para a sua saúde!

Conforto e comodidade

Investir numa casa com piscina criando um ambiente singular, com a cara da família e aconchegante traz a comodidade e o conforto de não precisar sair de casa no verão para ir às praias ou piscinas públicas, evitando trânsito e grandes aglomerações de pessoas, podendo curtir uma tarde de sol com privacidade.

Mais limpeza e higiene

Você saberá com total segurança o tipo de água em que está nadando, uma vez que a manutenção e limpeza são de seu total controle, assim como o fluxo de pessoas que vão usá-la. Totalmente o oposto de piscinas públicas e praias.

Atenção com a manutenção

Hoje em dia existem diversas opções para quem quer ter uma piscina, porém a manutenção ainda é um fator dominante na hora de optar por ter ou não uma piscina em casa.

A manutenção de piscinas requer paciência, disponibilidade e trabalho, pois precisa de tarefas constantes para assegurar a qualidade da água, o funcionamento e a longevidade da piscina.

Os custos de ter uma casa com piscina

Quem deseja ter uma casa com piscina precisa planejar o orçamento da família, pois ter uma piscina gera alguns gastos. Todos os equipamentos e produtos necessários para a manutenção e limpeza da piscina geram custos. Como a manutenção tem que ser constante, esses itens entram como gastos fixos. Se você decidir terceirizar a manutenção e a limpeza contratando uma empresa para isso, também será um gasto a mais, muitas vezes, mais elevado que fazer por si só.

Além do mais, as contas de energia e de água também vão vir com valores mais elevados, principalmente se a piscina for aquecida.

Dentre todos os tipos de piscina, qual é o melhor?

Há uma variedade muito grande de tipos de piscinas, podendo ser de alvenaria, fibra de vidro, vinil, azulejo, entre outros, com possibilidade de ter uma prainha para as crianças, hidromassagem ou ser aquecida. Escolher o tipo ideal para sua família vai determinar o custo para construir e os gastos fixos com a manutenção.

Há muitas opções de formato, tamanho e tecnologia, que se adequam a todo tipo de ambiente, seja ele interno ou externo, e ao orçamento da família. Portanto, não existe uma piscina que possa ser considerada a melhor, tudo vai depender do espaço e do orçamento que a família tem disponível, assim como de seu estilo de vida. Entenda um pouco mais dos prós e contras de cada tipo, e escolha a mais adequada para você!

As piscinas de fibra de vidro podem ser feitas de acordo com as exigências do cliente, sua instalação é mais rápida, porém possuem limitações quanto ao tamanho.

As piscinas de vinil oferecem variadas possibilidades, pois são montadas no local e não dependem do tamanho e da forma, sendo possível aplicar faixas que imitam o azulejo. A manutenção do vinil é fácil e rápida, porém tem uma vida útil de 8 a 10 anos.

Enquanto isso, as piscinas de alvenaria e de azulejo não têm restrição quanto a tamanho e forma, e também dão a possibilidade de escolher a decoração. Porém nesse caso, a frase “o barato pode sair caro” pode ser aplicada, pois a escolha de materiais mais baratos que deixam a desejar na qualidade podem causar problemas sérios no futuro, como rejuntes mal acabados e azulejos que trinquem ou quebrem, podendo causar vazamentos, gerando, muitas vezes, gastos maiores do que o investimento inicial.

Todos esses fatores devem ser muito bem analisados quando se tem em mente comprar uma casa com piscina, pois elas trazem muitos benefícios e alegrias, contudo também apresentam suas desvantagens, como os gastos para mantê-la.

E aí, gostou do post? Então não deixe de conferir também nosso outro artigo, valorização de imóvel: os fatores que contribuem.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.