A Samsung renovou a família Galaxy A e trouxe o Galaxy A12 para o Brasil em fevereiro. O celular intermediário é sucessor do Galaxy A11, lançado em junho de 2020, e com direito a diversas mudanças na ficha técnica, como aumento da capacidade da bateria e um sensor a mais no conjunto fotográfico. Apesar das alterações no design dos celulares entre uma geração e outra, especificações como a resolução da tela se mantêm.

O recém-lançado Galaxy A12 desembarca no país pelo valor sugerido de R$ 1.799 e com acabamento nas cores preto, branco, azul e vermelho. O antecessor, por sua vez, chegou no Brasil na metade do ano passado, em junho de 2020, por R$ 1.699. Meses após o lançamento, o Galaxy A11 já pode ser encontrado por R$ 1.094 – um desconto de R$ 605.

Tela e design

O tamanho da tela não muda significativamente com o passar das gerações, visto que vai de 6,4 polegadas no Galaxy A11 para 6,5 polegadas no sucessor. A resolução se mantém em HD+, assim como o tipo do painel, que é o LCD nos dois aparelhos. Outro aspecto comum aos dois celulares são as cores, sendo elas preto, branco, azul e vermelho.

Se nas especificações as alterações são poucas, no design elas marcam presença. A diferença entre os telefones é notável no painel, já que o Galaxy A11 traz um display sem recortes, apenas com um furo na tela para abrigar a lente para selfies, enquanto o Galaxy A12 recupera o notch em forma de gota para acomodar a câmera frontal. Agora com quatro lentes no arranjo fotográfico, o Galaxy A12 deixa a disposição vertical das câmeras, como era no A11, para integrar os sensores em um quadrado no canto do aparelho.

Por fim, vale destacar que o leitor de impressão digital, que antes ficava na parte de trás do celular na geração do Galaxy A11, agora vai para a lateral da estrutura, junto dos demais botões.

Câmeras

As câmeras também reservam modificações, tanto na quantidade de lentes, quanto na quantidade de megapixels. No Galaxy A11 é possível encontrar três câmeras, uma principal de 13 MP, uma ultra wide de 5 MP e uma de profundidade, com 2 MP. Quanto à câmera frontal, o A11 reserva 8 MP para selfies.

O sucessor do A11 dá um salto nesse sentido e chega com uma câmera quádrupla. O conjunto é composto por um sensor principal de 48 MP, seguida de um ultra wide de 5 MP e câmeras macro e de profundidade, ambas com 2 MP. Apesar das alterações no arranjo fotográfico traseiro, a câmera frontal se mantém com 8 MP.

Desempenho e armazenamento

Os celulares se diferenciam no quesito do processador, uma vez que o Galaxy A11 usa um chipset da Qualcomm, o Snapdragon 450, enquanto o Galaxy A12 traz um da MediaTek, o Helio P35. O primeiro conta com oito núcleos e velocidade de até 1,8 GHz, já o segundo, também octa-core, tem velocidade de até 2,3 GHz. Em conjunto com os processadores, o aparelho mais antigo traz memória RAM de 2 ou 3 GB, enquanto o mais recente apresenta apenas uma opção, a de 4 GB.

Quanto ao armazenamento, o Galaxy A11 dispõe de versões de 32 GB e 64 GB, ao passo que o Galaxy A12 traz apenas a opção com 64 GB. Os dois apresentam a possibilidade de expandir a memória via cartão microSD, mas o A11 consegue aumentar em até 512 GB, enquanto o A12 pode garantir até 1 TB a mais em termos de armazenamento.

Bateria

Assim como na câmera, o Galaxy A12 apresenta especificações que se destacam quando o assunto é a bateria. O Galaxy A11 oferece capacidade de 4.000 mAh, enquanto o A12 dispõe de 5.000 mAh para alimentar o celular. Na prática, o smartphone mais recente pode oferecer 21 horas ininterruptas de reprodução de vídeo e 109 horas de áudio. A Samsung não divul

... gou as estimativas para o aparelho de 2020, mas promete que ele passe “um dia” longe da tomada.

Os dois modelos apresentam a possibilidade de carregamento rápido de 15W, mas não contam com a tecnologia de recarga sem fio. O carregador que os acompanha possui entrada USB-C.

Versão do sistema

No que diz respeito ao sistema, pode-se dizer que ambos saem de fábrica com o Android 10 instalado. Nesse sentido, os dois estão na lista dos celulares que devem receber a atualização para o Android 11, a mais recente do Google.

Recursos adicionais

O Galaxy A11 traz o reconhecimento facial para desbloquear a tela como uma opção além do leitor de impressão digital. Já o A12 inclui tecnologia de áudio 3D, proporcionado pelo Dolby Atmos. Em termos de conectividade, a versão do Bluetooth no Galaxy A12 é mais recente do que a do Galaxy A11, visto que a do primeiro é 5.0, enquanto a do segundo 4.2.

Outro aspecto das fichas técnicas é a conexão usada no A11 e no A12, que é a LTE. Por fim, vale destacar que os dois celulares não contam com proteção contra água e poeira e ficam devendo NFC.

Preço

O Galaxy A11 é a versão lançada no ano passado, em junho de 2020. O celular chegou no país pelo preço sugerido de R$ 1.699, mas já conta com desconto de R$ 605, totalizando R$ 1.094 atualmente.

O modelo mais recente chegou recentemente no comércio brasileiro, especificamente em 17 de fevereiro. O valor inicial do A12 aumentou em R$ 100 em comparação ao preço de lançamento do A11. Dessa forma, já é possível encontrar o aparelho no mercado eletrônico pelo valor de R$ 1.799

Com informações da Samsung (1/2).



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

A primeira plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.