A Intel revelou o desenvolvimento de um processador que busca imitar a forma como o cérebro humano funcionado. Chamado de Loihi, o chip é composto por 130 mil “neurônios”, de acordo com a própria fabricante. A ideia é que ele seja usado em estudos e pesquisas voltadas para a evolução da inteligência artificial.
Intel apresenta processadores de 8ª geração para desktops com ganho de até 45% De acordo com a Intel, o Loihi deve ser capaz de aprender sozinho, encontrando respostas e criando conhecimento necessário para livrar-se de tarefas – assim como você.
Novo processador da Intel tem neurônios e sinapses em vez de núcleos e transistores (Foto: Divulgação/Intel) Compostos dos tais 130 mil neurônios eletrônicos, por sua vez ligados uns aos outros por 130 milhões de sinapses, módulos neuromórficos do processador terão estruturas programáveis que permitirão a adaptação do conjunto a cada nova tarefa realizada. Esse mecanismo é possível porque o Loihi não funciona de forma binária – tradicionalmente, uma CPU interpreta conjuntos de 0 e 1. O chip é capaz de atribuir pe...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.