Por Thássius Veloso — São Francisco, Estados Unidos

20/02/2019 16h08 Atualizado 2019-02-20T19:59:25.147Z

A Samsung concretizou nesta tarde uma promessa feita em 2018: de trazer ao mundo o primeiro celular dobrável da marca. Galaxy Fold é o nome do smartphone que se fecha tal qual um livro. Em outras palavras, traz uma tela pequena por padrão, mas pode se converter num produto de display maior e que mais lembra um tablet. O lançamento ocorre nesta quarta-feira (20) junto com a apresentação da linha Galaxy S10. O preço chega perto dos US$ 2.000.

Ainda não se sabe se o Galaxy Fold será vendido no Brasil, muito menos por qual preço. O celular é tido como uma quebra de paradigma, pois sai da mesmice de outros smartphones em formato de barra, com tela grande e bordas finas. Roda sistema Android 9 (Pie) com Samsung One UI e avanços no sistema que detecta os aplicativos abertos numa tela e os replica no segundo display – o recurso se chama App Continuity.

A tela principal tem 7,3 polegadas e painel AMOLED Dinâmico. Quando fechado, ele se torna um dispositivo com tela cover de 4,6 polegadas e painel Super AMOLED. A multitarefa permite rodar até três apps simultaneamente. “Inventamos um sistema de dobradiça que possibilita abrir e fechá-lo”, disse um executivo.

A ficha técnica inclui memória RAM de 12 GB e armazenamento de 512 GB, com suporte a cartão de memória. São seis câmeras ao todo: três na traseira, duas no centro e uma na parte frontal do aparelho.

...

O Galaxy Fold chega às lojas dos Estados Unidos em 26 de abril pelo preço sugerido de US$ 1.980, cerca de R$ 7.365 em conversão direta. São quatro opções de cor: preto, cinza, verde e azul.

História em desenvolvimento.

O jornalista viajou a convite da Samsung.



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.