Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

O Galaxy J7 é um celular intermediário da Samsung à venda no Brasil. O smartphone, que teve lançamento em agosto de 2015, destaca-se por processador e câmeras potentes e preço mais em conta. O telefone chegou por R$ 1.299, mas, depois de alguns meses de mercado, já pode ser encontrado por cerca de R$ 1.055, em algumas lojas do varejo.

Moto G 4 ou Galaxy J7: qual Android tem melhor preço e ficha técnica

Será que vale a pena comprar o Galaxy J7? Confira esta análise dos pontos positivos e negativos do telefone e veja se a compra vale a pena.

Será que vale a pena comprar o Galaxy J7? (Foto: Divulgação/Samsung) Será que vale a pena comprar o Galaxy J7? (Foto: Divulgação/Samsung)

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Androi ou iPhone

Pontos positivos

1. Boas especificações para um intermediário 

A ficha de especificações técnicas do Galaxy J7 impressiona. A começar pelo processador, que é um Exynos 7580 octa-core de 1.5 GHz e 64-bit. A maioria esmagadora dos celulares intermediários usa um processador Snapdragon, geralmente o 615.

A Samsung optou por um produto da casa, já que o chip Exynos é feito por ela mesma, e também mais potente. Os celulares desta categoria geralmente têm velocidade de 1.2 ou 1.3 GHz. O Galaxy J7 conta com oito núcleos de 1.5 GHz. Além disso, a GPU Mali T720 garante que os gráficos dos jogos sejam de boa qualidade e rodem de maneira fluida. Sem falar que o smartphone ainda tem suporte a dois chips SIM e conectividade 4G.

2. Câmera de boa qualidade

A câmera traseira do Galaxy J7 é de 13 MP e consegue capturar imagens interessantes, com um bom conjunto de cores e saturação, e gravar vídeos de resolução HD. Além disso, fotos com pouca luz não perdem tanto a qualidade, já que o celular usa lentes mais claras. O ponto negativo mesmo fica por conta do foco, que é lento e exige paciência do usuário.

Já a câmera frontal de 5 megapixels tem dois destaques interessantes. O primeiro é que ela conta com o auxílio de um flash LED para ajudar fotos em ambiente de pouca luz. Assim, suas selfies, mesmo em ambientes escuros, ficarão bem iluminadas. Além disso, a câmera frontal tem uma abertura maior, podendo capturar uma área maior e, consequentemente, mais pessoas.

Galaxy J7 vem com flash na câmera frontal para selfies (Foto: Divulgação/Samsung) (Foto: Galaxy J7 vem com flash na câmera frontal para selfies (Foto: Divulgação/Samsung))Galaxy J7 vem com flash na câmera frontal para selfies (Foto: Divulgação/Samsung)

3. Bateria de 3.000 mAh

A bateria é outro ponto que chama a atenção no Galaxy J7. Ela possui 3.000 mAh, algo incomum em smartphones do segmento intermediário. Em um uso moderado, deve chegar até o fim do dia com tranquilidade. O aparelho ainda oferece a possibilidade de economia de energia, configurando somente aplicativos essenciais. Sendo assim, dificilmente o usuário encontrará problemas por conta da bateria.

Pontos negativos

1. Quantidade de memória RAM

O Galaxy J7 possui 1,5 GB de RAM. A maioria dos smartphones intermediários possuem 1 GB, no entanto, os melhores deste segmento entregam 2 GB, o que está de bom tamanho para garantir fluidez no Android.

Assim, ao oferecer 1,5 GB o Galaxy J7 é melhor do que a maioria dos smartphones intermediários, mas pior do que alguns modelos, como o Quantum Go e o Moto G 4. Ainda mais tendo como interface a TouchWiz, que consome bastantes recursos do celular e deixa o aparelho mais lento.

2. Tela grande, resolução pequena

A tela do Galaxy J7 é uma Super AMOLED de 5,5 polegadas e sua resolução é HD, ou seja, 1280 x 720 pixels. Isso se traduz em apenas 267 pixels por polegadas (ppi), o que é abaixo dos desejáveis 300 ppi em uma tela de celular.

Apesar de ser suficiente para a maioria dos usuários, ela está abaixo de outros concorrentes, que já utilizam displays Full HD e permitem reproduzir conteúdo com mais detalhes. Portanto, a Samsung poderia ter investido mais na tela do aparelho.

Galaxy J7 tem telão de 5,5 polegadas processador potente (Foto: Divulgação/Samsung) (Foto: Galaxy J7 tem telão de 5,5 polegadas processador potente (Foto: Divulgação/Samsung))Galaxy J7 tem telão de 5,5 polegadas e resolução HD (Foto: Divulgação/Samsung)

3. Design sem novidades

O Galaxy J7 é bem similar aos outros celulares da marca. O seu design é o mesmo utilizado pela Samsung há anos na linha Galaxy e seu material também é de plástico. Ou seja, ao comprar um Galaxy J7, ele será extremamente parecido com outros modelos da companhia, não tendo nenhum diferencial.

Além disso, a interface TouchWiz traz um certo desgosto a boa parte dos usuários, visto que ela também não teve grandes mudanças e ainda é mais pesada que outras interfaces. Portanto, a falta de novidades acaba por minar o interesse do possível comprador.

Conclusão

O Galaxy J7 é um bom smartphone, tem um bom poder de processamento e cumpre bem o seu papel, principalmente para quem gosta de fotos. O celular ainda conta com conectividade 4G e suporte a dois chips.

Entretanto, a falta de novidades, o preço alto e a interface TouchWiz jogam contra a Samsung, fazendo com que o modelo perca espaço quando confrontado com outros smartphones intermediários, como os Moto G e o Zenfone 2

Galaxy A7 ou Galaxy J7, qual celular é melhor? Comente no Fórum do TechTudo.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.