Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

O Nintendo 64 completou recentemente 20 anos do seu lançamento nos Estados Unidos, em 26 de setembro de 1996 e até hoje é lembrado como o videogame que deu os primeiros passos no mundo do 3D. Relembre alguns dos momentos mais marcantes da história do console.

Nintendo 64 completa 20 anos; conheça os jogos mais raros do console

A revolução de Super Mario 64 (1996)

Quando o Nintendo 64 foi lançado ele tinha ao seu lado o eterno mascote da Nintendo em um jogo perfeito de lançamento: Super Mario 64. Desde os anos 80, Mario era considerado o ápice dos jogos de plataforma e sua entrada no mundo 3D estabeleceu o patamar do que era esperado para outras séries que também pretendiam realizar esse salto.

Super Mario 64 foi o carro-chefe do Nintendo 64 em seu lançamento 20 anos atrás (Foto: Reprodução/Nintendo Wiki) (Foto: Super Mario 64 foi o carro-chefe do Nintendo 64 em seu lançamento 20 anos atrás (Foto: Reprodução/Nintendo Wiki))Super Mario 64 foi o carro-chefe do Nintendo 64 em seu lançamento 20 anos atrás (Foto: Reprodução/Nintendo Wiki)

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

Com grandes mundos em 3D que o jogador tinha total liberdade para explorar, Super Mario 64 exibia o poder do Nintendo 64 em gerar ambientes abertos e com profundidade em uma época que a tecnologia 3D ainda engatinhava. O estilo do jogo do encanador no entanto foi um pouco mudado e ao invés de fases para chegar até o final agora era preciso procurar por estrelas dentro desses mundos 3D.

Mario Kart para quatro pessoas (1996)

Uma das novidades no hardware do Nintendo 64 era sua capacidade para conectar até quatro controles, o que claramente direcionava o console para multiplayer. Mario Kart 64 foi o porta-bandeira desta novidade ao trazer a fórmula de sucesso do Super Nintendo, agora com até 4 pessoas. O jogo ficou ainda mais divertido, como seu modo Battle ganhou mais destaque com a eterna "Block Fort".

Mario Kart 64 com 4 pessoas demonstrava o potencial do Nintendo 64 para multiplayer (Foto: Reprodução/YouTube) (Foto: Mario Kart 64 com 4 pessoas demonstrava o potencial do Nintendo 64 para multiplayer (Foto: Reprodução/YouTube))Mario Kart 64 com 4 pessoas demonstrava o potencial do Nintendo 64 para multiplayer (Foto: Reprodução/YouTube)

A perda de Final Fantasy 7 (1996)

Nem tudo foi positivo no começo de vida do Nintendo 64, pois a opção da Nintendo em utilizar cartuchos em seu console ao invés de CDs custou a ela sua parceria com a Square Enix

Final Fantasy 7 estava em produção para o Nintendo 64 e seria exclusivo da plataforma Nintendo assim como todos os capítulos anteriores, porém o alto custo dos cartuchos e suas limitações técnicas fizeram a produtora levar o game para o PlayStation One.

A Square Enix chegou a mostrar uma demo com os personagens de Final Fantasy 6 em 3D supostamente para o Nintendo 64 (Foto: Reprodução/Fantasy Anime) (Foto: A Square Enix chegou a mostrar uma demo com os personagens de Final Fantasy 6 em 3D supostamente para o Nintendo 64 (Foto: Reprodução/Fantasy Anime))A Square Enix chegou a mostrar uma demo com os personagens de Final Fantasy 6 em 3D supostamente para o Nintendo 64 (Foto: Reprodução/Fantasy Anime)

Inovação no controle (1996-2000)

Um dos destaques do Nintendo 64 era o seu controle nada convencional, com 3 abas que permitiam 3 posições diferentes e um direcional analógico que mais tarde se tornou o padrão para a indústria.

Ele também foi o primeiro a introduzir o efeito de Rumble através de um acessório chamado Rumble Pack que acompanhava Star Fox 64, e interação entre console e portátil com o Transfer Pack que permitia jogar Pokémon Stadium com seus monstros do GameBoy.

Direcionais analógicos e efeito Rumble hoje considerados padrão foram criados pela Nintendo no Nintendo 64 (Foto: Reprodução/Wikipedia) (Foto: Direcionais analógicos e efeito Rumble hoje considerados padrão foram criados pela Nintendo no Nintendo 64 (Foto: Reprodução/Wikipedia))Direcionais analógicos e efeito Rumble hoje considerados padrão foram criados pela Nintendo no Nintendo 64 (Foto: Reprodução/Wikipedia)

Ascensão da Rare (1997-2001)

No Super Nintendo, a produtora Rare foi essencial para a Nintendo, com games como a série Donkey Kong Country, mas ela ainda mostraria mais o seu valor no Nintendo 64.

Sozinha a empresa foi responsável por vários clássicos no console, como: GoldenEye 007, Diddy Kong Racing, Banjo-Kazooie, Jet Force Gemini, Donkey Kong 64, Perfect Dark, Banjo-Tooie e ainda o polêmico Conker’s Bad Fur Day.

Na apresentação do game Conker’s Bad Fur Day o esquilo serra o logo do Nintendo 64 e o substitui pelo da Rare (Foto: Reprodução/YouTube) (Foto: Na apresentação do game Conker’s Bad Fur Day o esquilo serra o logo do Nintendo 64 e o substitui pelo da Rare (Foto: Reprodução/YouTube))Na apresentação do game Conker's Bad Fur Day o esquilo serra o logo do Nintendo 64 e o substitui pelo da Rare (Foto: Reprodução/YouTube)

Chegada dos FPS aos consoles (1997-2000)

Graças à introdução dos direcionais analógicos no Nintendo 64 as produtoras puderam utilizar esse método de controle como um substituto ao mouse nos jogos de tiro, com GoldenEye 007 da Rare como um belo exemplo.

Esse método que precedeu o que conhecemos hoje como “Dual Analog” garantiu que o videogame recebesse títulos como Hexen: Beyond Herectic, Turok: Dinosaur Hunter, Doom 64, Quake, Duke Nukem 64, além dos já mencionados GoldenEye 007 e Perfect Dark.

Além de trazer uma incrível campanha GoldenEye 007 também apresentou um ótimo multiplayer no Nintendo 64 (Foto: Reprodução/YouTube) (Foto: Além de trazer uma incrível campanha GoldenEye 007 também apresentou um ótimo multiplayer no Nintendo 64 (Foto: Reprodução/YouTube))Além de trazer uma incrível campanha GoldenEye 007 também apresentou um ótimo multiplayer no Nintendo 64 (Foto: Reprodução/YouTube)

Diversificação de Mario (1998-2000)

A Nintendo havia descoberto uma fórmula de sucesso com Mario Kart, especialmente com o multiplayer para até quatro pessoas em Mario Kart 64, e isso levou o encanador a diversificar seus negócios. Logo surgiu Mario Party, uma série que misturava um jogo de tabuleiro com minigames divertidos e se tornou febre para reunir os amigos.

Ele também estrelou os games de esporte Mario Golf e Mario Tennis, os quais tinham contrapartes no GameBoy com um robusto modo RPG. Através do acessório Transfer Pak era possível ainda transferir o seu personagem original do GameBoy para o console ou destravar personagens extras.

Mario Party trazia muitos minigames divertidos em uma estrutura de jogo de tabuleiro no Nintendo 64 (Foto: Reprodução/GameFaqs) (Foto: Mario Party trazia muitos minigames divertidos em uma estrutura de jogo de tabuleiro no Nintendo 64 (Foto: Reprodução/GameFaqs))Mario Party trazia muitos minigames divertidos em uma estrutura de jogo de tabuleiro no Nintendo 64 (Foto: Reprodução/GameFaqs)

O ápice com The Legend of Zelda: Ocarina of Time (1998)

Apesar de ter tido alguns bons momentos o ponto alto do Nintendo 64 é sem sombra de dúvida o lançamento do "The Legend of Zelda: Ocarina of Time", o jogo que fez a conversão da série para 3D com maestria. O game trouxe uma história épica do bem contra o mal em um enorme mundo cheio de vida pelo qual se podia cavalgar e viver aventuras, além de viajar no tempo e tentar evitar um terrível futuro.

The Legend of Zelda: Ocarina of Time foi um dos games mais aclamados em sua época no Nintendo 64, tanto pela crítica quanto pelo público. Por muitos anos ele continuou sendo lembrado em enquetes, nas quais muitas vezes foi considerado o melhor jogo de todos os tempos.

The Legend of Zelda: Ocarina of Time foi o ponto alto da trajetória do Nintendo 64 (Foto: Reprodução/YouTube) (Foto: The Legend of Zelda: Ocarina of Time foi o ponto alto da trajetória do Nintendo 64 (Foto: Reprodução/YouTube))The Legend of Zelda: Ocarina of Time foi o ponto alto da trajetória do Nintendo 64 (Foto: Reprodução/YouTube)

A incrível conversão de Resident Evil 2 (1999)

Algum tempo após toda a polêmica com Final Fantasy 7, o Nintendo 64 continuava sem receber alguns dos grandes lançamentos de games, já que seus cartuchos tinham a capacidade de armazenamento limitada, especialmente quando se tratava das belas cenas de computação gráfica que eram possíveis no PSOne e Sega Saturno. Com a ajuda da Capcom, a Nintendo tentou reverter isso ao converter Resident Evil 2 para o console.

O game utilizava um cartucho especial de 512 MB e mais uma série de ferramentas para comprimir seu conteúdo, desde os cenários que eram imagens pré-renderizadas, até as cenas em computação gráfica. O resultado final foi uma conversão perfeita que fez com que o jogo de dois CDs de 640 MBs cada, coubesse em um único cartucho de 64 MB.

Resident Evil 2 surpreendeu com uma conversão fiel no Nintendo 64 (Foto: Reprodução/Watch Us Play Games) (Foto: Resident Evil 2 surpreendeu com uma conversão fiel no Nintendo 64 (Foto: Reprodução/Watch Us Play Games))Resident Evil 2 surpreendeu com uma conversão fiel no Nintendo 64 (Foto: Reprodução/Watch Us Play Games)

O nascimento de Super Smash Bros. (1999)

A popularidade dos games da série Mario em multiplayer era notória, fosse Kart, Party, Tennis ou Golf, porém o Nintendo 64 ainda não tinha um bom jogo de luta em seu acervo.

Isso levou ao nascimento de uma das séries de maior força da Nintendo atualmente: Super Smash Bros., um título que misturava combates entre alguns dos maiores personagens da empresa com toda a sensação de um “party game” para ate quatro pessoas.

Super Smash Bros. colocou personagens da Nintendo para brigar no Nintendo 64 de uma forma que ninguém esperava (Foto: Reprodução/Kirby Wikia) (Foto: Super Smash Bros. colocou personagens da Nintendo para brigar no Nintendo 64 de uma forma que ninguém esperava (Foto: Reprodução/Kirby Wikia))Super Smash Bros. colocou personagens da Nintendo para brigar no Nintendo 64 de uma forma que ninguém esperava (Foto: Reprodução/Kirby Wikia)

Você ainda joga games retrô nos consoles? Comente no Fórum do TechTudo.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.