Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

O cotidiano dos recém-casados que decidem morar com os sogros é, quase sempre, um constante pisar em ovos. Isso porque situações tão comuns quanto demorar no banho, por exemplo, podem virar grandes transtornos quando a casa é dos outros. Conhecer tais dificuldades e saber como lidar com elas vai ajudar você a ter um dia a dia menos desgastante.

Saiba, daqui por diante, quais são as 5 principais dores de cabeça causadas por viver com a família do seu cônjuge!

1. A falta de privacidade

Esse é um dos mais graves entraves de se morar com os sogros: a quase ausência de oportunidades para desfrutar de privacidade junto à sua esposa ou ao seu marido.

Tal situação tende a atrapalhar o casamento, visto que estar quase o tempo todo em meio a mais pessoas diminui as chances de o casal estabelecer — ou fortalecer — sua relação de cumplicidade.

2. Os ciúmes dos pais e demais parentes

É comum acontecer de os parentes acharem difícil aceitar que as coisas mudaram e, agora, outra pessoa ocupa um lugar central na vida da filha, filho ou irmão casado.

A situação pode até virar uma espécie de guerra por afeição, com os membros da família de origem procurando ganhar a atenção dedicada a você.

3. A razão é sempre dos donos da casa

A frase “minha casa, minhas regras” ganha imensa força no dia a dia dos casais que ainda não têm um lar só dos dois.  Assim, nas mais diferentes ocasiões, vai prevalecer a vontade dos donos da casa.

Em outras palavras: a discussão com os sogros já começa errada, a escolha do cardápio dificilmente é sua e, de modo geral, uma opinião dada por você não tem peso de decisão.

4. Os casados não criam autonomia

O casal se forma e deve fazer escolhas para sua vida, o que acontece de forma natural em um ambiente propício.

Isso significa que compartilhar o começo de vida com os familiares implica em não encontrar o sossego ideal para consolidar uma relação independente.

Ou seja: se as regras do lugar, bem como sua rotina, já estão estabelecidas, só resta ao casal seguir essas normas. Com isso, sua autonomia fica comprometida e o amadurecimento da relação também.

5. A situação pode adiar a vinda dos filhos

Dependendo do espaço determinado para o casal, ter filhos corre o risco de ser considerado inviável.

É o caso de um quarto mal acomodar todos os móveis e pertences dos dois. Nesse contexto, o jeito é protelar o sonho de serem pais até conquistarem o imóvel próprio.

Ao morar com os sogros, a realidade do seu casamento vai incluir lidar com pequenos — e grandes — conflitos familiares. O jeito, então, é buscar a melhor convivência por meio do diálogo, respeito às normas previamente estabelecidas e aos donos da casa. Já para solucionar de vez a questão, o caminho certo é o da autonomia, que só vem com a compra de um apartamento todinho para vocês.

Você já passou pela experiência de morar na casa dos sogros? Lidou com algum dos problemas elencados nesse post? Comente aqui!


Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.