Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

No momento de comprar o imóvel perfeito, muitas pessoas ficam com uma dúvida importante: é melhor investir em uma casa ou um apartamento? Cada alternativa tem suas vantagens e desvantagens, o que deixa o comprador confuso na hora da decisão. E é nesse contexto que a cobertura residencial surge como a opção ideal, unindo os benefícios das duas alternativas.

Além de juntar todos os pontos positivos de viver em um prédio residencial, a cobertura ainda permite que os moradores tenham a privacidade e a qualidade de vida de estar em uma unidade que geralmente é individualizada, mais extensa e com áreas externas. No entanto, ainda assim, é preciso prestar muita atenção em alguns detalhes antes de fazer uma oferta.

Quer descobrir quais são eles? Então conheça o conteúdo a seguir e saiba como escolher uma cobertura residencial para você. Confira!

As vantagens de viver em uma cobertura residencial

Qualidade de vida

A maior de todas as vantagens de uma cobertura residencial certamente é que esse tipo de propriedade permite uma qualidade de vida muito superior. Mesmo fazendo parte de um edifício, as coberturas têm mais espaço e os projetos contemplam facilidades como suítes, áreas externas, salas amplas e até quintal.

Não é raro vermos unidades que contam também com churrasqueira, piscina ou jardins. Além de tudo, elas ainda permitem uma vista incrível, pois estão no topo do prédio, proporcionando uma visão bacana do bairro e dos arredores.

Mais privacidade

Outro aspecto bastante positivo de residir em uma cobertura residencial é que esse tipo de apartamento oferece muito mais privacidade, já que você está acima das outras unidades e, em muitos casos, não tem vizinhos de porta. Dessa maneira, você escapa de uma das maiores reclamações de quem vive nas grandes cidades: o barulho.

Por estarem mais afastados da rua, os andares superiores sofrem menos com a algazarra do trânsito e da circulação de pessoas pela cidade. Em tempos corridos como os dias de hoje, estar em paz onde moramos é essencial para recuperar as energias e encarar mais um dia de trabalho.

Área diferenciada

Uma cobertura residencial normalmente conta com uma área privativa bastante diferenciada em relação aos outros apartamentos. Pelo próprio tipo de imóvel, é comum que venham com uma parte descoberta, onde o morador poderá contar com uma boa ventilação e iluminação natural, além da já citada vista panorâmica.

Muitas também oferecem ainda uma área de lazer individual e, se o proprietário desejar e a convenção do condomínio permitir, poderão ser implantadas modernizações incríveis, como varandas gourmet, saunas ou um pequeno spa.

Mais segurança

As coberturas residenciais também costumam ser mais seguras, além de contarem com a estrutura de vigilância comum a todo o edifício. Por isso, são o imóvel ideal para quem tem medo da violência das grandes cidades.

Como as coberturas estão na parte mais alta do prédio, são menos observadas e ficam fora da linha de visão de funcionários ou prestadores de serviço. Além disso, a circulação de pessoas é reduzida e o morador pode até investir em um sistema de monitoramento próprio na sua entrada.

Status e valorização

Uma cobertura residencial também é uma forma de ter status diante da sociedade, o que pode ser muito importante em algumas profissões e certamente é uma grande realização pessoal. Viver em uma unidade dessas é sinônimo de sucesso e êxito profissional. Além disso, esses apartamentos têm uma valorização muito boa para a revenda.

Todas essas vantagens agregam importância e, com o passar do tempo, esses aspectos só tendem a ser ainda mais valorizados pelo mercado imobiliário.

Como alugar uma cobertura residencial?

Depois de conhecer todas essas vantagens, você provavelmente deve estar louco para viver em uma cobertura residencial. E o melhor dessa história é que, ainda que você não possa comprar um desses apartamentos, dá para aproveitar esses benefícios por meio da locação. No entanto, é preciso ficar atento a alguns aspectos antes de fazer uma proposta.

Localização

É interessante procurar um imóvel que facilite o acesso ao trabalho, evitando a perda de horas diárias no trânsito das grandes cidades. Estar perto do colégio das crianças também é importante, caso você já tenha filhos em idade escolar.

Se isso não for possível, busque unidades próximas ao metrô ou outros transportes públicos e vias de acesso, para reduzir o tempo que será gasto diariamente com deslocamento. Também dê preferência para bairros que tenham facilidades e infraestrutura como supermercados, farmácias, padarias, restaurantes, entre outros.

Características do imóvel

Depois de escolher um imóvel com boa localização, você precisará fazer uma avaliação apurada da cobertura residencial durante uma visita, para entender se ela realmente tem o que você deseja.

Observe bem as dimensões de cada cômodo para saber se seus móveis vão caber na nova casa e tome nota dos pontos mais fortes e fracos, pois isso facilitará a comparação com outros imóveis que você avaliar. Durante a vistoria, procure não focar em detalhes que podem ser mudados, como a decoração do proprietário antigo, mas sim no projeto, na planta e em itens estruturais.

Documentos em dia

Por fim, é hora de checar se a cobertura residencial está em dia com a justiça. Você pode fazer isso visitando o Cartório de Registro de Imóveis e indo até a prefeitura da sua cidade. É interessante também conversar com o síndico para saber se os deveres do proprietário estavam sendo cumpridos adequadamente, inclusive as obrigações condominiais.

Dessa forma, você terá a total certeza que não se trata de um apartamento irregular e que todas as taxas, impostos e documentações estão totalmente regulares, evitando problemas maiores, caso decida fazer uma proposta.

Ainda ficou com alguma dúvida? Quer fazer uma sugestão? Deixe seu comentário aqui no blog!

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.