Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Comprar o primeiro apartamento não é um investimento dos mais simples, não é mesmo? Como é um bem de alto valor, é preciso se planejar bastante e colocar vários fatores na ponta do lápis, como a localização, o número de quartos, vagas de garagem, tamanho e o valor do financiamento antes de tomar uma decisão definitiva.

Para te ajudar a realizar esse sonho, separamos algumas dicas para quem quer comprar seu primeiro apartamento e está perdido em meio a todo o processo. Confira e saiba o que analisar para fazer a melhor escolha:

Procure o menor o valor de financiamento

Para a maioria das pessoas, comprar um imóvel à vista não é uma opção viável, sendo inevitável financiar boa parte do valor. No entanto, vale fazer um esforço para diminuir o tamanho do financiamento, abrindo mão de bens e espremendo as economias para poder dar uma entrada maior. Quando menor for o financiamento, menor será o dinheiro gasto em juros.

Cuidado com o valor da parcela

Financiar um apartamento é uma decisão tão importante como um casamento — afinal, o financiamento pode durar 30 anos ou mais. Por isso, o custo de cada parcela é um item fundamental na hora de avaliar e escolher o seu primeiro apartamento.

Especialistas apontam que o ideal é que o valor da parcela comprometa apenas 20% da renda líquida da família. Um percentual muito grande a ser pago por mês pode atrapalhar a quitação da dívida em longo prazo.

Atenção à escolha da instituição financeira

Entre as principais instituições financeiras, os juros de um financiamento habitacional podem variar, em média, entre 8 e 10% ao ano. No entanto, para que o cliente tenha uma taxa menor, muitas instituições exigem que você feche pacotes que não valem a pena. Por isso, é preciso tomar cuidado com essa necessidade de “fidelização” e pesquisar a melhor taxa de juros. Em geral, os bancos públicos possuem taxas mais atraentes.

Procure usar o seu FGTS

O FGTS é direito de todo trabalhador em regime de carteira assinada. No entanto, só é possível sacar esse dinheiro em poucas situações, como demissão, falência, aposentadoria, falecimento ou para pagar financiamentos habitacionais.

Portanto, se há algum dinheiro na sua conta do FGTS, vale a pena usá-lo para esse fim, afinal, esse dinheiro parado rende pouco e está sendo mal investido. No entanto, só é possível utilizar esse benefício quando o comprador não possui imóvel em seu nome, sendo uma boa opção para quem procura o primeiro apartamento.

Fique atento aos detalhes

Na hora de comprar o primeiro apartamento, há alguns detalhes que não podem ser ignorados. Analisar a vizinhança, o transporte público e conhecer o trânsito local são itens essenciais. Visitar a região durante o dia e a noite (para ver se o bairro é perigoso ou barulhento) também é uma boa ideia.

Pesquise a legalidade do imóvel e do corretor

Encontrar fraudes em imóveis e imobiliárias não é raro nos dias de hoje. Portanto, para evitar dores de cabeça no futuro, é preciso escolher uma empresa confiável e com uma boa reputação no mercado antes de comprar o seu apartamento. De qualquer forma, é recomendável consultar um advogado ou uma imobiliária de sua confiança para checar se os documentos e a obra estão devidamente regularizados.

E você, gostou das nossas dicas para comprar o seu primeiro apartamento? Ficou alguma dúvida? Então deixe um comentário ou entre em contato conosco!

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.