Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

O smartphone Redmi K20 Pro que é como quem diz o Mi 9T Pro caiu nas mãos DxOMark para que a câmera fosse muito bem testada. A pontuação geral da câmera deste smartphone foi de 102 pontos. No entanto, obteve 108 e 89 pontos ao nível da fotografia e vídeo, respectivamente.

Redmi K20 Pro (Xiaomi Mi 9T Pro) atinge os 102 pontos nos testes do DxOMark

Embora a pontuação do Redmi K20 Pro não seja algo que o coloque no topo da classificação, é sem dúvida muito interessante, considerando o segmento de preços do dispositivo. O relatório da DxOMark afirma que a pontuação de 108 na foto deve-se a um desempenho sólido em todas as categorias de teste, sem nenhuma fraqueza evidente.

Em geral, a câmera é capaz de produzir imagens com boa exposição e um bom equilíbrio de textura / ruído na maioria das situações. No entanto, o alcance dinâmico limitado e as projeções de cores visíveis em algumas condições prejudicam levemente a imagem positiva geral.

Além disso, acrescenta que o smartphone normalmente oferece uma exposição precisa na maioria das situações e aponta que a principal limitação no que diz respeito à exposição chega na forma de faixa dinâmica.

Olhando para as conclusões do teste, o DxOMark menciona que há espaço para melhorias em algumas áreas.

São por exemplo, alcance dinâmico, equilíbrio de brancos e detalhes de vídeo – mas, do ponto de vista da fotografia, o Redmi K20 Pro (Xiaomi Mi 9T Pro) tem uma excelente relação qualidade preço e vale a pena para quem quer boas fotografias mas tem um orçamento mais reduzido.

Lembro que o Redmi K20 Pro (Xiaomi Mi 9T Pro) vem com uma configuração de câmera tripla na parte traseira. O sensor principal tem 48 megapixéis e junta-se a outro de 13. Temos também um terceiro telefoto de 8 megapixéis. Na parte frontal, temos uma câmera de 20 megapixéis com abertura f/2.0.

As restantes especificações dão conta de um ecrã AMOLED de 6,39 polegadas com resolução Full HD+. Temos ainda uma proporção de 19,5: 9, proteção Gorilla Glass e sensor de impressões digitais integrado no ecrã. No interior, o dispositivo é alimentado pelo chipset Qualcomm Snapdragon 855. Tem ainda até 8 GB de RAM e 256 GB de armazenamento interno.

Este dispositivo executa o sistema operativo Android 9 Pie com a interface MIUI 10 por cima. Entretanto, na China e na Índia, este dispositivo já começou a receber o Android 10. O dispositivo é alimentado por uma bateria de 4.000mAh, que é compatível com carregamento rápido de 27W.

Leia também:

Xiaomi Mi 9T Pro está na Europa mas com preços muito estranhos


Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.